Céuse-Saint Léger du Ventoux-Margalef

3 em 1!

3 amigos,

3 destinos,

3 cordas Edelweiss,

3 tomates alucinogénicos,

MUITO MAIS que 3 estórias…

1 Roc trip!

Este ano a trupe era formada por: Psico, Martin e Filipe Costa e Silva (FCS) aka El Fustigador Implacable, doravante designado por EFI!

Ficam as fotos e o report!

1º Destino – Céuse!

Céuse! é daqueles sítios que devia ser SEMPRE escrito com um ponto de admiração à frente!

Eu e o EFI repetíamos a trip do último Verão; para o Martin era a primeira vez.

Felizmente, Céuse! tem muitas vias e tivemos todos a oportunidade de escalar praticamente só à vista, transformando a nossa segunda visita (no meu caso e no do EFI) numa descoberta tão ou mais estimulante que a do ano passado!

Mas nem tudo correu pelo melhor, e chegar até à falésia não foi fácil!…E não estou a falar do temível e penoso caminho de Céuse!

A nossa caminha da 1ª noite, algures entre Espanha e França!

.

O Martin teve que dormir no carro, depois de uma batalha épica mas inglória com as melgas!Dias mais tarde, calhava-me a mim…

.

“Sai da frentii, tás a estrovari!!!” – Passámos horas nisto…

.

EFI no 1º sono

.

EFI no 7º sono

.

EFI a “arroxá-las”!

.

Já em Céuse!, o 1º pitéu!

.

Acordar em Céuse! é fácil! Há um despertador de rocha gigante!

.

A onda perfeita!…

.

O sorriso não é à toa:  estamos em Céuse!!!!!!

.

.

.

.

Segurança UIAA

.

EFI (aqui, ainda em modo FCS), no sector Le Cascade

.

.

Martin

.

.

.

.

.

Céuse! by night!

.

O barbeiro de Céuse!

.

O banho regenerador

.

.

.

We want you! – Em busca do 4º elemento para ir ao Verdon

.

Céuse!, a meca mundial do Ping-Pong!

.

Filipe filósofo e Martin em modo “brasileiro mau da favela!!”

.

Olha bem!…

.

.

.

Martin em grande, no Cascade

.

.

.

.

.

.

Martin na “massificada” Super Mickey

.

.

O recurso mais valioso em Céuse!: a sombra!

.

.

30, CAR******!!!!!!!!!!!!

.

LAST DAY IN CÉUSE!

D. Sebatião em Céuse!

.

.

.

.

.

 SAINT LÉGER DU VENTOUX

Saint Léger foi o “destino revelação” da viagem!

A intenção inicial era rumar ao Verdon depois de Céuse!, mas como não conseguimos encontrar um 4º elemento para completar a 2ª cordada, achámos mais prudente abdicar do “objectivo Big Wall” e seguir antes a sugestão do Igor Martinez: Saint Léger!

Travámos conhecimento com o Igor em Céuse!. Apesar de ser venezuelano, o Igor vive e trabalha há já alguns anos em França como guia de escalada, revelando-se assim muito útil na hora de escolher uma alternativa ao Verdon.

Falou-nos maravilhas de Saint Léger e a verdade é que as altas expectativas criadas não foram defraudadas!

Saint Léger é em tudo semelhante a Rodellar mas com duas grandes vantagens: (ainda) não está massificada e também por isso tem um calcário praticamente virgem, nada lavado, perfeito para a prática da escalada!

En route!

.

Martin e EFI a improvisar um croqui para os nossos dias de escalada em Saint Léger

.

Em primeiro plano, a nossa despensa; lá atrás, a nossa “tendinha”!

.

Para chegar a Saint Léger, as únicas indicações que tínhamos eram as dadas pelo Igor em Céuse! mas sobravam incertezas e dúvidas: onde dormir? Onde comer? Onde encontrar os topos? Como chegar aos sectores?…

Uma única resposta para todas estas perguntas: “Vai que dá!!”

E assim foi! Mal chegámos a Saint Léger, parámos o carro num parking, abrimos as portas e vislumbramos imeditamente um casal com todo o aspecto de alemães e com todo o aspecto de escaladores (seja lá o que isso for!) a caminhar na nossa direcção. Camping, supermercado, croquis, melhores sectores, vias a não perder, enfim, não faltou nenhuma informação, a “papinha” toda feita, ali, como se tivéssemos marcado hora e local! 😀

.

.

.

.

.

Filipino no sector FF MEUH, ainda em modo FCS, mas já muito perto do estado EFI : neste dia, um 8a e um 7c+, ambos à vista e a pô-las!

MARGALEF

Para Margalef, decidimos manter o mesmo espírito aventureiro da nossa investida a Saint Léger (o tal “vai que dá!“), mas desta vez ainda mais arrojados que é como quem diz com ainda menos garantias! É que aí já não contávamos com as dicas do Igor e as poucas referências que tínhamos de como chegar ao spot, onde escalar ou onde dormir, advinham das minhas memórias de há 2 anos, ocasião da minha primeira e única visita a Margalef.

Ora, quem me conhece sabe que eu tenho uma memória muito selectiva (aquilo a que alguns também chamam de “distracção”, “desorientação” ou simplesmente Alzheimer), daí que não tenha levado muito tempo até estarmos no meio de uma estrada, à noite, escuro como breu, sem sabermos ao certo onde estávamos e para onde ir…

Foi então que apelei ao wishfull thinking do Martin e do EFI, fizemos uma corrente de optimismo et voilá!, mais um casal de escaladores, desta vez à beira de uma estrada!

Estávamos safos, mais uma vez!

.

.

.

Os tão famosos quanto lesivos agujeros de Margalef!

.

.

Martin no diedro

.

.

.

.

Martin

.

FCS aka EFI

.

Psico

.

.

Na parede extraprumada da direita, o ex libris da viagem: a linha do El Fustigador (Implacable), 8a+ encadeado à vista pelo Filipino!

Apesar de ser um 8a+ muito frouxo, que até tem repousos completos sentados (ver imagens abaixo) que não se encontram nem em 6a`s da Guia, não deixa de ser de valor a cadena do Filipe!

Em boa verdade, há que dizer que foi uma luta épica, quase ao nível daquela que eu e o Martim travámos com as melgas durante a noite, por duas ocasiões distintas! Isto só para ficarem com uma noção do que o gajo teve que sofrer para sacar a via!

Mas, há que reconhecer, assistimos naquele dia a uma autêntica transmutação daquele Filipe velho e carcomido que estamos habituados a ver pelas falésias portuguesas numa incrível máquina trituradora, um tractor russo imparável que subiu parede acima sem nunca hesitar, atropelando expresses, sequências e cruxs!

Teve até mesmo que lutar contra o seu insubordinado saco de magnésio, que lembrou-se então caprichosamente de tentar escapulir-se da sua cintura, já a uns bons 20 metros de altura. Sem êxito, no entanto, pois nessa altura nada podia deter Filipe Costa e Silva! Estava consumada a evolução para o estádio Supersayen 4; estava assegurado o honroso título de EFI El Fustigador IMPLACABLE!

Para terminar, apenas sublinhar que esta façanha só foi possível graças ao papel determinante do segurador, que teve o mérito irrefutável de motivar e inspirar decisivamente a ascensão do EFI pela entoação afinada do hino nacional intitulado “A Portuguesa”.

.

.

Uma trip de tomates a repetir e um agradecimento especial ao , o preto russo filho de emigrantes cabo-verdianos que nos facultou as 3 cordinhas da Edelweiss!

Props também para o Conan, o Ramonet da Indonésia e para a Zarine Calcanhares na Tola!

Sabes!

Aviso: Este post baseia-se em factos verídicos!

😀

written by Psico

.enjoy

Anúncios

De Amor Y Arte, New Visions from the Old World

“Every once in a while someone’s photography comes along that is so heartfelt that all you want to do is share it with the rest of the world. Faces of surfers we do not recognize, waves on mars, landscapes of prehistoric earth. Welcome to Javi MuÑoz and Sergio Villaba’s vision of surfing.”

.

Offshore winds push the smell of sardines from a factory in Peniche. Aritz loving it.

.

Zarautz sunset

.

The Guggenheim museum in Bilbao is worth a visit. The building itself is a peace of art.

.

Postcard from Hossegor.

.

Scotland yard.

.

The end of the road. Faroe islands. Probably the most stunning place on Earth.

.

Gony Zubizarreta enjoying the good life in Spain.

.

Sunset in San Sebastien.

.

Hodei Collazo forgetting the craziness of the qs’ tour in Andalucía.

.

The winter is hard but also fun in France.

.

Espanya.

.

One way.

.

Frenchman Romain Laulhe, barreled in Scotland.

.

Faroe Islands. 2008.

.

El Quemao is the European version of pipe.

.

Another cold place: the Scottish Highlands.

.

Cutting the perceptive boundaries in Tenerife.

.

Hector Menendez jumping off a cliff near Ericeira, Portugal.

.

Hector Menendez in NYC during a nike 6.0 trip.

.

Kepa Acero riding my favorite wave on Earth. Nobody is around.

.

A lake pouring fresh water into the north Atlantic. Faroe Islands.

.

The Azores Islands have some stunning scenery. Iker Fuentes.

.enjoy

puerto rico.

project.              2012 Miss Reef Calendar
photographer.    Nicholas Routzen e Emiliano Gatica
location.             Puerto Rico
music.                Juan Carlos Quintero

info: www.reef.com/missreef

.enjoy

black&white

Assinala-se hoje os 3 anos (e nove dias) do “nascimento” do whyhesitate!

É verdade que temos estado bem adormecidos nos últimos tempos mas, podem acreditar, foi um sono regenerador e revitalizante que nos permite acordar hoje com ainda mais “ganas” de registar e partilhar aqueles momentos que nunca deixámos de viver ao longo destes 3 anos e que, estamos certos, continuaremos a viver no futuro!

É nestes primeiros dias de Inverno que decidimos dar um novo fôlego ao whyhesitate e voltar a dinamizá-lo enquanto plataforma virtual de momentos bem reais das nossas vidas!

Queremos, em suma, reanimar este pretexto para a amizade e para a expressão artística que nos completa.

Porquê agora? Porque com os ventos frios o grip aumenta e a rocha chama, as ondas sobem e o mar inflama, o crowd desaparece e…a vida não espera! Porquê? Porque sim!

Pessoal, keep the spirit alive, keep living and..keep sharing!

yoguiro no megalito

.

sexy martin no megalito

psico no megalito

Macau no spetsnaz

Mario no spetsnaz

yoguiro em jails

arumga bay

.

..

.

.

.

O report de Céuse está quase…

.enjoy

Fontainebleau

Apesar de cada vez mais parado… o whyhesitate continua vivo!

Hoje dei-me conta que já não “posto” nada aqui desde a minha estadia em França, quando as saudades de Portugal (e do Mango!) ainda  apertavam bem forte.

Agora, as saudades continuam mas no sentido inverso, numa ligação directa Lisboa-Paris, ou melhor, Mango-Fontainebleau!

Pergunto-me a que se deverão estas Variações repentinas dos objectos da minha nostalgia e até agora a melhor resposta veio mesmo do “Tio António”:  Porque eu só estou bem, aonde eu não estou!

É assim o ser humano, irracional!…

Ficam mais algumas fotos da “floresta mágica”!

Eu (subnutrido) no Metro de Paris, a caminho de Porte de Pantin, onde me esperava a boleia para Bleau.

.

A floresta

.

.

.

.

.

.

Bruno

.

Psico

.

Bruno

.

.

.

Rosie no seu primeiro dia de escalada!

.

.

Jean

.

.

Rosie

.

.

.

.

.

Helena, a mais bela escaladora de Fontainebleau!! (e do Mundo!)

.

.

.

O escalador mais sortudo de Fontainebleau!

.

.

.

.

Jean

.

.

À bientôt, Fontainebleau!!

Psico

.enjoy/profitez-en bien

Portugal

Saudade da minha língua…

Saudade do meu país…

Psico

 

Adam Ondra making the first ascent of Chaxi Raxi (9b) at Oliana, Spain

.enjoy